quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Viver

Ah! saber sonhar que a vida é leve e calma.
Sentir e desfrutar a tarde ensolarada,
Deixar que as magoas passem como passa o rio
encaminhando todas para o mar do esquecimento...
saber que ocupam o fundo do mar, mar de tormento

Ah! cantar, seguir alegre os caminhos da vida
Sem nem considerar as dores já passadas
Seguir somente as linhas definidas
de um grande quadro bem idealizado.

Ah!...Saber saber que a vida é colorida
sentir as cores todas do arco íris
Ah! cantar, sonhar, viver, pintar, nadar
mas mergulhar jamais!

Um comentário:

Ilse disse...

Osminda, gostei muito da tua poesia, não conhecia este seu lado poético. Parabéns, minha querida amiga. Ilse